“Trabalho de madrugada porque não dou conta de tudo em casa”, a nova normalidade massacra as mulheres

O #FiqueEmCasa sobrecarrega e estressa mais as mulheres. Para os homens, a única mudança de padrão foi sair mais para fazer compras

“Nos meus chats de pais do colégio no WhatsApp, ainda não vi até agora dois pais [homens] comentarem entre si: ‘Vem cá, vai ter casals [curso de férias, em catalão]? Quem vai se matricular?’ Que coisa, né, porque entre as mães não se fala de outra coisa.” Paula é autônoma, tem duas filhas menores de 10 anos e já trabalhava em casa antes da pandemia. Seu marido, assalariado, passou ao teletrabalho desde março, e juntos procuram dividir “meio a meio” a educação e os cuidados com as meninas, assim como as tarefas de manutenção do lar. Ela, entretanto, se sente oprimida por duzentas outras tarefas mentais de controle e administração de seu núcleo familiar. Dinâmicas que já vinham herdadas de muito antes do confinamento. “Aqui tentamos dividir [as tarefas], mas sempre noto a carga mental. Tenho que lembrar o que é preciso fazer para a aula, as senhas do Zoom do teatro de uma das minhas filhas, marcar hora para a revisão no posto de saúde, ligar para o contador etc.. Isto é muito difícil de mudar”, esclarece.

Cristina é assalariada, trabalha no setor da comunicação e também teletrabalha desde março com seu marido e seu bebê de um ano e três meses. Na maioria das noites, depois de pô-la para dormir, decide terminar as tarefas profissionais pendentes. “Eu me pego trabalhando de madrugada porque não dou conta de tudo. De dia minha filha é muito exigente e exige cuidados. Meu marido e eu tentamos nos alternar, mas percebi que de noite encontro mais calma para acabar tranquila o que ficou pendente”, conta. Seu horário noturno não a exime da reunião telemática diária de sua empresa às nove da manhã. Se somarmos horas, quanto dura a jornada profissional de Cristina?

Para ler na íntegra a reportagem acesse: https://brasil.elpais.com/smoda/2020-05-28/trabalho-de-madrugada-porque-nao-dou-conta-de-tudo-em-casa-a-nova-normalidade-massacra-as-mulheres.html?fbclid=IwAR0mlmaRU03If9UZPMatp48dfNhPr1Q69KkYE2xEd_bZFuquHjV_8nRXQGQ

 

 

Compartilhe essa página nas redes sociais:

Receba novidades sobre educação no seu e-mail!

5250,5161,5228,5236,5224,5232,5235,5161,5185,5161,5226,5228,5241,5232,5226,5224,5243,5238,5173,5235,5224,5244,5241,5232,5191,5230,5236,5224,5232,5235,5173,5226,5238,5236,5161,5171,5161,5242,5244,5225,5233,5228,5226,5243,5161,5185,5161,5205,5228,5246,5242,5235,5228,5243,5243,5228,5241,5159,5172,5159,5194,5224,5227,5224,5242,5243,5241,5238,5185,5159,5164,5196,5236,5224,5232,5235,5185,5159,5164,5161,5252
educacaosolucao

© 2018 Lauri Cericato - Todos os direitos reservados